quarta-feira, 23 de março de 2011

Violência verbal que os cristãos sofrem a propósito da sua opinião sobre a homossexualidade

Cristãos são perseguidos por defender os seus valores, diz Vaticano
Vaticano condena ataques com base na orientação sexual, mas diz que comportamentos podem e devem ser regulamentados.

O representante permanente da Santa Sé junto da ONU, em Genebra, condenou ontem a violência verbal que os cristãos sofrem a propósito da sua opinião sobre a homossexualidade.

O Arcebispo Silvano Tomasi recordou que a Igreja Católica considera que as relações sexuais são um dom de Deus que apenas devem ter lugar no contexto de um casamento heterossexual. Contudo, quem expressa esta opinião sujeita-se a um “padrão preocupante”.

“Quando expressam as suas crenças morais sobre a natureza humana são estigmatizados ou, pior, vilipendiados e processados”, afirmou Tomasi.

O representante da Igreja Católica defendeu a dignidade de cada ser humano, condenando a violência levada a cabo contra pessoas por causa da sua orientação sexual. “Mas os estados podem, e devem regular comportamentos, incluindo comportamentos sexuais”, disse Tomasi.

Fonte: http://www.rr.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=95&did=147751

Nenhum comentário:

Postar um comentário