domingo, 10 de abril de 2011

Cardeal pede para Martin não promover homosexualidade por Fernanda Fahel


O cardeal porto-riquenho Luis Aponte Martínez afirmou que promover a homossexualidade é um ato imoral ao pedir que o cantor Ricky Martin tentasse dar um bom exemplo aos jovens borícuas (como são chamados os porto-riquenhos na ilha). Máxima autoridade da igreja católica de Porto Rico, o religioso admitiu que sempre foi fã do cantor pelos seus dotes artísticos, mas diz que gostaria que Ricky não fizesse apologia à homossexualidade.

"Fomentar o homossexualismo ou a promiscuidade sexual entre nossos jovens, certamente é imoral, sem importar de onde venha", disse o cardeal, que garante não estar renegando o homossexual, e sim as ações e condutas que vão contra a moral. "Eu peço que, por amor aos seus filhos, para quem eu imagino que ele queira sempre o melhor, tente dar o exemplo aos nossos jovens, dos grandes valores que todos compartilhamos, e no sexo", pediu.

Vários ativistas gays e seguidores do artista protestaram contra as afirmações do cardeal Luis Aponte. Eles asseguram que Ricky Martin jamais promoveu a homossexualidade e acreditam que Martínez esteja promovendo a intolerância.

Fonte: Bahia Notícias

Grifo deste blogger.

Nenhum comentário:

Postar um comentário